Lateral dos EUA ironiza queda de Neymar para árbitro: 'Você viu a Copa?'

Norte-americano foi advertido verbalmente por árbitro após cometer falta no brasileiro e desacreditou do lance

Relacionadas

Parece ser mais difícil do que o esperado para Neymar reestabelecer a moral após a imagem que deixou na Copa do Mundo da Rússia. Pelo menos em um nível mundial, o atacante segue em descrédito no que diz respeito ao seu comportamento dentro de campo nos lances de faltas sofridas e as tão faladas quedas “valorizadas”.

Prova disso foi um lance ocorrido no amistoso da seleção brasileira contra os Estados Unidos na noite desta sexta-feira, em New Jersey, no primeiro jogo da equipe após a eliminação diante da Bélgica nas quartas de final do Mundial.

Em um determinado momento, o novo capitão fixo do Brasil fez uma jogada individual e foi parado com falta pelo lateral norte-americano Yedlin em uma dividida que deixou o camisa 10 no chão. O atacante ficou um tempo no gramado antes de se levantar, se ressentindo do lance, e o árbitro da partida decidiu advertir verbalmente o defensor dos EUA. 

Ele, então, desacreditou que o brasileiro estivesse mesmo sentindo dores e argumentou com o juiz enquanto levava a bronca. “Você viu a Copa do Mundo?”, perguntou, defendendo-se e ironizando o atacante - que ficou conhecido no Mundial da Rússia por valorizar demais os contatos com os defensores rivais.

(“Did you watch the World Cup?”, perguntou o zagueiro dos EUA ao árbitro”)

Em seu primeiro jogo depois de voltar a ser capitão do Brasil - ele exerceu a função nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016 -, Neymar marcou de pênalti um dos gols do triunfo sobre os norte-americanos por 2 a 0. O outro tento foi anotado por Roberto Firmino, completando cruzamento de Douglas Costa.

O próximo amistoso da seleção brasileira será também nos Estados Unidos, desta vez diante da seleção de El Salvador, na próxima terça-feira.

 

 

MAIS SOBRE:

futebolseleção brasileira masculina de futebolseleção americana masculina de futebolNeymarCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]
Comentários