Lionel Messi doa indenização de R$ 300 mil para causa humanitária

Jogador argentino recebeu quantia após vencer processo contra jornalista

Relacionadas

O craque argentino Lionel Messi doou à organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) os 78,783 euros que recebeu de um sentença favorável por violação de sua honra contra um jornalista, conforme divulgado pela sua assessoria de imprensa. 

O jogador quis que o montante fosse destinado a uma das mais conhecidas organizações não-governamentais (ONGs) do mundo, o que já havia sinalizado quando foi publicada a sentença em primeira instância do processo contra Alfonso Ussía, durante a disputa da Copa do Mundo de 2014, no Brasil. 

 

+ Maradona completa 57 anos e detona a seleção argentina: 'só Messi sabe jogar'

+ Twitter do Lanús 'pira' com classificação na Libertadores; fã fica de cueca

+ Siga o Fera no Twitter!

 

Em um artigo publicado no jornal espanhol La Razón em 25 de julho de 2014, Usssía insinuou que Lionel Messi se dopava e que seguia tomando hormônios de crescimento e o chamava como "nandrolono", como se fosse usuário de Nandrolona, substância proibida e frequentemente encontrada em casos de doping. 

A empresa que administra a imagem de Messi informou que a quantia da indenização já foi destinada à ONG. "A sentença que resolveu a disputa foi ditada pelo Juizado de Primeira Instância número 8 de Gavà, ratificada posteriormente pela Audiência Provincial de Barcelona" e confirmada depois que o o Supremo Tribunal não admitiu um recurso. / EFE

 

 

MAIS SOBRE:

futebolMessi
Comentários