Liverpool e Chelsea terão apenas cinco mil ingressos para Supercopa da Europa

Uefa já teve problemas com ingressos nas finais da Liga dos Campeões e da Liga Europa

Relacionadas

No dia 14 de agosto, Liverpool e Chelsea jogarão a Supercopa Europeia, jogo entre o atual campeão da Liga dos Campeões e o atual campeão da Liga Europa na Vodafone Arena, em Istambul. Apesar da arena ter capacidade para 38 mil pessoas, mas apenas pouco mais de dez mil serão torcedores dos dois clubes.

A Uefa disponibilizou 5.257 ingressos para os dois clubes ingleses comercializarem entre seus apoiadores - isso mesmo depois de prometer que 78% do estádio seria ocupado por torcedores. No entanto, a entidade que organiza o futebol europeu considerou que boa parte dos ingressos irá para torcedores 'neutros'.

Problemas com ingressos estiveram presentes nas duas finais em que Liverpool e Chelsea ganharam. Os torcedores do Liverpool reclamaram da baixa quantidade disponível para eles comprarem para a final da Liga dos Campeões, contra o Tottenham - o Wanda Metropolitano, onde a decisão aconteceu, tem 75 mil lugares, dos quais 16.600 foram ocupados pelos apoiadores do time vermelho.

Já a do Chelsea foi pior ainda - apenas 5.800 torcedores do clube (assim como 5.800 torcedores do Arsenal) puderam ver a final da Liga Europa. E, para piorar, nem todos foram vendidos, muito por causa da localização do Azerbaijão, que fica no leste do continente europeu e não tinha voos diretos saindo de Londres.

No dia 14 de agosto, os dois times já terão estreado no Campeonato Inglês. O Liverpool começa a sua temporada no dia 9 de agosto contra o Norwich, em casa. O Chelsea estreia contra o Manchester United, fora de casa, no dia 11 de agosto.

MAIS SOBRE:

futebolLiverpool Football ClubChelseaSupercopa da Europa [futebol]Uefa [União das Associações Europeias de Futebol]
Comentários