Locutor da Arena Corinthians 'dá bronca' por causa de gritos homofóbicos

Torcedores gritaram 'bicha' todas as vezes que o goleiro Anthony Silva se preparava para cobrar o tiro de meta

Relacionadas

O jogo entre Brasil e Paraguai tinha tudo para ser uma grande festa. Porém, foi marcado por um fato desagradável e totalmente desnecessário. Desde os primeiros minutos, a torcida brasileira "perseguiu" o goleiro Anthony Silva, do Paraguai, com gritos homofóbicos quando o arqueiro se preparava para bater tiros de meta. Por causa disso, o locutor oficial do estádio deu uma bronca nos torcedores, pedindo respeito: "Alô torcida brasileira, vamos apoiar o Brasil e não insultar os adversários".

Segundos após o pedido, porém, a torcida voltou a xingar o goleiro. A medida é para evitar que a seleção seja mais uma vez punida pela Fifa. Já durante as Eliminatórias, por causa desses mesmos gritos homofóbicos no jogo contra a Colômbia, em Manaus, a CBF foi obrigada a pagar uma multa de 20 mil francos suíços (R$ 71,7 mil).

Durante a transmissão do SporTV, o narrador Milton Leite também comentou sobre a desagradável reação da torcida brasileira. Os gritos homofóbicos foram também um assunto bastante citado nas redes sociais. 

MAIS SOBRE:

futebolBrasilParaguaiFifaColômbiaCBF
Comentários