Lugano conta quando foi preso e esclarece vídeo com cigarro 'suspeito'

Zagueiro foi detido por desacato no aeroporto de Guarulhos quando ia viajar para jogo da Libertadores com o São Paulo

Relacionadas

Diego Lugano já teve alguns problemas com as autoridade. Durante participação no programa 'Fala Muito!', do SporTV, o ídolo do São Paulo contou a história de quando foi preso por desacato quando ia viajar com o time tricolor para um jogo da Libertadores e garantiu que o cigarro 'suspeito' que fuma em um vídeo de uma festa que viralizou na internet era de tabaco.

No começo, Lugano contou a história hilária da prisão por desacato. "Já (fui preso). É verdade. Copa Libertadores 2004, fomos jogar em Quito, contra a LDU. Aeroporto de Guarulhos, eu era o único gringo no São Paulo, então passava por outra fileira. Estava o policial lá, o agente, me mostra o papel e diz onde eu tenho que preencher. Entro na fila de novo, ele diz que falta um X. Peço uma caneta emprestada, ele diz que não tem e me manda ir lá de novo. Saio da fileira, vou lá preencho o X", começou.

"Chego, ele diz que está faltando assinar o nome. Peço a caneta emprestada, ele diz que não tem. Vou lá, assino de novo. Ele diz que está faltando algo e eu digo 'vai se f****, filho da p****'. Para aqui que eu entro sim'. Xinguei ele para c******. O cara parou e disse 'desacato'. Eu respondi: 'desacato seu c*, filho da p***, seu corintiano de m****. Você deve ser corintiano'. Veio cinco policiais, e todo o elenco já me esperando no avião. E aí, cara, a vergonha...", terminou de relatar Lugano.

Além disso, o ex-zagueiro esclareceu sobre um vídeo no qual aparece fumando um cigarro, que fez muitos internautas acharem que era maconha pela forma de segurar. Na ocasião, Lugano estava em uma festa na casa de Marta em Maceió, após participar do jogo de despedida do atacante Aluísio 'Chulapa'.

"Era cigarro. Quando esse vídeo apareceu no Uruguai, muita gente comemorou. 'Ah, o capitão é dos nossos!'. Como eu não fumo, não sei fumar, o Carlos Alberto ia tirar uma foto e passou para mim o cigarro. Eu peguei e dei uma pitadinha, né? Como não sei pegar, e foi o Carlos Alberto que passou para mim, se fosse outro, o Rogério Ceni, sei lá, o Kaká, não acontecia nada", brincou.

Veja o vídeo no qual o próprio Lugano conta as histórias.

MAIS SOBRE:

futebolDiego LuganoSão Paulo Futebol Clube
Comentários