Portuguesa vive a expectativa de cancelar leilão do Canindé

Prazo vai até 14 horas desta sexta-feira

A 59ª Vara do Trabalho de São Paulo confirmou que vai até 14h desta sexta-feira o prazo-limite para o recebimento de propostas de interessados na compra do terreno onde está localizado o estádio do Canindé. Apesar da confirmação do órgão, o presidente da Portuguesa, Leandro Teixeira Duarte, confirmou que ainda aguarda resposta ao pedido do clube para suspensão do leilão.

O argumento da Lusa é que o terreno vale muito mais do que o preço estipulado pela Justiça. O lance mínimo para aquisição na Fidalgo Leilões é de 60% do valor de mercado, cerca de R$ 74 milhões. Um perito judicial, contratado pelo clube, avaliou que o terreno vale R$ 360 milhões. Estratégia similar foi utilizada pela Portuguesa para suspender o primeiro leilão, que aconteceria em 7 de novembro.

 

MAIS SOBRE:

futebolCanindéPortuguesa
Comentários