Mãe que escondeu sinalizadores no corpo de seu filho é presa na Argentina

Polícia identificou a mulher com ajuda da filmagem que viralizou nas redes sociais

Relacionadas

Os policiais já identificaram a mulher que foi vista, no último sábado, usando uma criança para entrar no estádio Monumental de Nuñez com sinalizadores. O vídeo gravado antes da final da Copa Libertadores, que não aconteceu, viralizou nas redes sociais e ajudou as autoridades a identificar a responsável por colocar a vida da criança em risco.

De acordo com o Daily Mail, a torcedora do River Plate que prendeu os sinalizadores no corpo da criança era a própria mãe do menino. Pela lei argentina, a mulher enfrenta uma sentença de prisão de até oito anos por colocar a vida de seu filho em risco, o crime pelo qual foi presa.

Assistentes sociais já foram mobilizados para avaliar o ambiente familiar onde a criança vive e decidir se ela deve, ou não, ficar com o pai de agora em diante.

Essa foi só uma das cenas tristes registradas antes da final da Copa Libertadores, que era para ter acontecido no sábado, mas foi cancelada por um incidente com o ônibus do Boca Juniors na chegada ao estádio. O ônibus foi recebido a pedradas e os jogadores foram atingidos por estilhaços de vidro.

A polícia chegou a agir usando gás de pimenta e alguns jogadores do Boca inalaram o gás e foi feito o pedido para que o início da partida atrasasse. O jogo foi cancelado e marcado para domingo, que também não aconteceu porque o Boca se recusou a jogar. A nova data ainda não foi definida, mas o dirigente da Conmebol, Alejandro Dominguez, anunciou que vai se reunir com os presidentes dos dois clubes na manhã desta terça-feira para chegar a um acordo.

O duelo estava marcado para começar às 18h (de Brasília) do sábado, mas por causa da confusão a Conmebol informou pelo Twitter que começaria às 20h15. Depois, foi remarcado para domingo e novamente adiado. O primeiro jogo da final terminou empatado por 2 a 2, em La Bombonera.

 

MAIS SOBRE:

FutebolLibertadores [Copa Libertadores da América]Boca JuniorsConmebolRiver Platefuteboltorcida
Comentários