Maradona defende uso de árbitro de vídeo e diz que 'Mão de Deus' seria anulado

'Aquele gol não teria sido marcado se a tecnologia estivesse por lá', disse o ex-jogador argentino

Relacionadas

O ex-jogador argentino Diego Maradona defendeu o uso do árbitro de vídeo no futebol - mesmo sabendo que seu gol mais famoso, marcado com a mão, na Copa do Mundo de 1986, na vitória por 2 a 1 sobre a Inglaterra, seria anulado.

Em entrevista ao site da Fifa, Maradona observou:"obviamente penso nisso sempre que demonstro meu apoio ao uso da tecnologia, aquele gol não teria sido mantido se a tecnologia estivesse por lá".

O atacante aposentado ainda confessou que, na Copa de 1990, usou a mão para afastar a bola contra a União Soviética. "Tivemos sorte porque o árbitro não viu. Você não podia usar tecnologia na época, mas hoje em dia é outra história", observou o argentino.

A Fifa tem testado a tecnologia do árbitro de vídeo em vários torneios antes do Mundial da Rússia de 2018, inclusive na Copa das Confederações do mês passado. O diretor de arbitragem da entidade, Massimo Busacca, reconheceu que a tecnologia deveria ser aprimorada, segundo informações da agência Reuters.

Reveja o gol 'Mano de Dios':

MAIS SOBRE:

futebolfutebol
Comentários