Maradona dá jantar e arrecada fundos para os afetados por furacão Willa

Tempestade foi classificada na categoria 5 e provocou numerosos danos materiais no México

Relacionadas

O argentino Diego Maradona, técnico nos Dorados de Sinaloa, que disputa a Série B do Campeonato Mexicano, compareceu a um jantar para arrecadar fundos para os afetados por uma tempestade tropical e o furacão Willa no Estado de Sinaloa, noroeste do país.

"Obrigado por apoiar esta causa. Acredito que isto não acontece só no México. Em muitas partes do mundo a natureza provoca uma nova catástrofe, com ventos, com água, tsunami... o importante é que tenhamos a humanidade de ajudar essa gente que não tem nada", analisa Maradona ao dedicar palavras no ato.

O clube de futebol junto com o Sistema Nacional para o Desenvolvimento Integral da Família (DIF) do México foram os encarregados de organizar o evento chamado "Jantar com Diego Maradona" no restaurante Norte 33 da cidade de Culiacán, capital de Sinaloa.

"Nós (jogadores) temos demais. Eu chego em minha casa e me perguntou: por que tenho tanto e os meninos não têm nada? Nosso compromisso esportivo e futebolístico em Sinaloa nos faz olhar não somente a bola, mas ajudar as pessoas que perderam muitas coisas com o furacão", acrescentou.

No ato, no qual foi oferecido um jantar e música ao vivo, Maradona esteve ao lado de 50 presentes, que receberam uma bola com o autógrafo do eterno camisa 10 da Argentina. Para estar ao lado de Maradona e com isso ajudar os afetados, os presentes pagaram 3,5 mil pesos mexicanos, cerca de US$ 176 (R$ 660).

Ao término do jantar aconteceu um leilão de artigos esportivos para aumentar a quantia dos fundos arrecadados, entre eles a camiseta do zagueiro do Barcelona Gerard Piqué e uma réplica do troféu da Copa do Mundo. O astro argentino chegou ao evento acompanhado de sua namorada, Rocío Oliva.

A chegada de Maradona aos Dorados de Sinalo levou ânimo para a equipe, que conquistou 18 dos últimos 21 pontos disputados, chegando ao sétimo lugar na tabela de classificação.

Há duas semanas, o furacão Willa, que se formou em águas do Pacífico, chegou a ser classificado na categoria 5, mas tocou terra em Sinaloa como categoria 3 e, embora não tenha feito vítimas mortais, provocou numerosos danos materiais, derrubou árvores e postes de luz e deixou comunidades incomunicáveis. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

‪ ¡@maradona y #Dorados unidos por un #SinaloaDiferente! ‬

Uma publicação compartilhada por Dorados de Sinaloa (@doradosoficial) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

‪⚽️✍ El Jefe preparándose para la cena de esta noche por un #SinaloaDiferente. ‬

Uma publicação compartilhada por Dorados de Sinaloa (@doradosoficial) em

 

MAIS SOBRE:

FutebolMéxico [América do Norte]futebolfuracão tornado ciclone tufãoMaradona
Comentários