Marta, Rapinoe e mais: ESPN transmitirá liga de futebol feminino dos EUA

NWSL chegou a acordo com a emissora em escala global; jogos serão transmitidos no Brasil a partir do próximo domingo, 25/08

Relacionadas

A ESPN chegou a um acordo global e multimídia com a Liga Nacional de Futebol Feminino dos Estados Unidos (NWSL), considerada a principal competição da modalidade no mundo, e que tem entre as estrelas em campo a craque brasileira Marta, seis vezes eleita pela FIFA a melhor jogadora do mundo, Megan Rapinoe e Alex Morgan, campeãs do mundo com a seleção norte-americana em julho, e a australiana Sam Kerr.

As transmissões começarão já no próximo final de semana, com a partida entre Portland Thorns e Chicago Red Stars, às 16h, do domingo, 25/08 no canal ESPN Extra e pelo aplicativo WatchEspn - o jogo opõe líder e vice-líder do torneio. A emissora promete dar mais atenção às pelejas do Orlando Pride, time de Marta.

"Este é um passo importante para a NWSL fortalecer o alcance da Liga por meio da rede internacional da ESPN. Nossa parceria com a emissora já trouxe a competição de classe mundial da NWSL para mais casas e para mais fãs aqui nos Estados Unidos. Expandir a distribuição da rede internacional continuará a elevar o perfil e a visibilidade da Liga em todo o mundo", disse a presidente da NWSL, Amanda Duffy.

Fundada em 2013, a NWSL é formada por nove times. Cada um joga 24 vezes na temporada regular, doze em casa e doze fora. Os quatro com mais pontos se enfrentam nas semifinais (1º contra 4º, 2º contra 3º). A decisão é disputada em jogo único na casa do finalista que ganhou mais pontos na temporada regular. Não há rebaixamento.

Na atual temporada, quem lidera o torneio é o Portland Thorns, que tem 33 pontos ganhos em 18 jogos disputados. O Orlando Pride, de Marta e Alex Morgan, é o lanterna, com 11 pontos em 16 jogos. O Reign FC, de Rapinoe, está em quinto, e o Chicago Red Stars, de Sam Kerr, em segundo.

MAIS SOBRE:

futebol femininoEspnNWSL [Liga Nacional de Futebol Feminino dos Estados Unidos]televisão
Comentários