Mascote russo assanhado tenta abordar mulheres em sede da Copa

Urso Misha aborda mulheres para convencê-las a tirar uma foto com ele em troca de dinheiro

Relacionadas

Uma antiga mascote russa voltou a aparecer nestes dias prévios à disputa da Copa do Mundo no país. O urso Misha, símbolo dos Jogos Olímpicos de Moscou, em 1980, foi incorporado por uma nova pessoa e circula nos arredores do estádio Fisht, em Sochi, com postura bastante extrovertida. O bicho, inclusive, faz questão de abordar mulheres para tentar convencê-las a tirar uma foto com ele em troca de dinheiro.

Brasil e Espanha: veja quanto cada um ganhará em caso de título na Copa 2018

Neymar é 5º atleta mais bem pago do mundo, veja top 20 da Forbes

Conhecidos e sem contrato: lista reúne 12 jogadores disponíveis no mercado

A reportagem esteve no local e presenciou o novo Misha em ação. Trajado de forma idêntica à antiga mascote, o urso viu um grupo de torcedoras passar e logo tentou puxar uma delas pelas mãos. A garota se esforçou para evitar o contato, mas acabou se aproximando da mascote, que buscou fazer a mesma aproximação com outras pessoas do local, principalmente mulheres.

O novo Misha cobra cerca de R$ 12 para cada pessoa que quer posar para uma foto ao lado dele. O urso tem a companhia de um companheiro vestido por uma das mascotes dos Jogos de Inverno de 2014, o Leopardo. A dupla veste fantasias pesadas mesmo sob um sol forte e de 25ºC. Os dois têm a ajuda de um companheiro, que é o responsável por cobrar o dinheiro de quem topou a abordagem e acabou convencido a tirar foto.

As mascotes estão em alta nesta época pré-Copa. Representante da seleção brasileira no segmento, o Canarinho faz sucesso com o público, virou bicho de pelúcia e ganhou homenagens nas redes sociais, como perfis em que é chamado de Canarinho Pistola.

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]seleção brasileira masculina de futebolSochi [Rússia]
Comentários