Mbappé colecionava pôsteres de CR7 e apelava com Neymar no Fifa

Jornalista francês afirmou que francês acertou com Real Madrid, mas clube merengue nega negociação

Aos 14 anos Kylian Mbappé era só um menino sonhando com seu ídolo Cristiano Ronaldo. Exatos 20 anos depois do único título mundial francês, o jogador de 19 anos tem feito história na Copa do Mundo: eliminou Messi nas oitavas de final e balançou as redes três vezes nas quatro partidas. 

+ Brasileiros adotam russo misterioso, invadem seu perfil e ele responde

+ Brasileiros 'invadem' enquete de jornal argentino e pedem apoio dos 'hermanos'

+ Cruzeirense 'pilotando' rolimã em rodovia bomba nas redes: 'Partiu Mineirão'

Um quarto cheio de pôsteres com do atacante português. Era o rosto de CR7 que o menino via ao acordar e antes de dormir. Fotos do francês em sua casa no subúrbio de Paris, em Bondy, mostram sua obsessão pelo clube merengue e por Cristiano Ronaldo em particular.

Nessa mesma época, Mbappé era um viciado em videogame, capaz de virar madrugadas jogando Fifa escondido da mãe. “Vou pegar o Neymar. Você vai ver o que eu consigo fazer com ele”, dizia Mbappé, conforme revelado pelo treinador em entrevista ao Bleacher Report no ano passado.

Mal sabia ele que apenas cinco anos depois ele ajudaria a tirar o maior adversário de seu herói da Copa do Mundo e seria comparado com ninguém menos que Pelé. Isso por que ele alcançou um feito que só o Rei do Futebol tinha conseguido.

O camisa 10 francês marcou um gol em mata-mata de Copa do Mundo antes de chegar ao 20º aniversário. Mbappé fez dois diante da Argentina, enquanto Pelé fez um gol nas quartas, três na semi e dois na final em 1958, quando tinha 17 anos.  

Nesta quarta-feira, o jornalista francês Baptiste Ripart crava que o Real Madrid já teria acertado a compra de Mbappé do Paris Saint-Germain por 272 milhões de euros (cerca de R$ 1,2 bilhões). O clube, no entanto, nega a afirmação. 

 

MAIS SOBRE:

FutebolKylian MbappéCristiano RonaldoCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]MessiPelé [Edson Arantes do Nascimento]futebol
Comentários