Membros da Federação ameaçam mãe de Salah e o chamam de 'porco' nas redes

Federação Egípcia de Futebol não ficou contente com as declarações do atacante do Liverpool

Relacionadas

O climão entre Mohamed Salah e a Federação Egípcia de Futebol parece estar pior a cada dia que passa. A situação toda começou após os desentendimentos durante a Copa do Mundo da Rússia e o atacante do Liverpool tem usado suas redes sociais para cobrar respostas da entidade.

Nesta segunda-feira, Salah postou uma mensagem cobrando respostas da federação. "Não é normal que minhas mensagens e as cartas do meu advogado sejam ignoradas. Por que será que isso está acontecendo? Vocês não têm tempo para nos responder?", questionou em seu perfil no Twitter.

Depois, o atleta também postou vídeos em seu Facebook falando sobre os episódios do Mundial deste ano. "Quando conto sobre os problemas que tivemos na Rússia, gostaria de falar pelos meus colegas de seleção, mas eu não tenho direito a isso, há jogadores mais importantes e mais velhos do que eu", afirma. "Não estou falando para causar problemas. Tudo que quero é contar o meu lado da história como a EFA fez. Primeiro de tudo, não gostei de como eles distorceram o problema principal", reclamou.

"Eles nos fazem viajar em classe econômica, o que é desgastante para todos os jogadores; todas as outras equipes africanas voam na classe executiva. Eu não sou o capitão, mas alguém tinha que falar, isso é tudo, e estou pronto para assumir responsabilidades por essas palavras", disse.

 

O conteúdo dos vídeos gerou revolta entre membros da Federação. De acordo com a New Arab, a resposta mais ultrajante veio de Khaled Lateif, membro do conselho da Associação de Futebol do Egito. Ele ameaçou a mãe da estrela do Liverpool no Twitter. 

"Gostaria de lembrar ao @MoSalah que sua mãe ainda está no Egito. Você está no exterior e pode fazer o que quiser. Aqueles que entendem, entendem", postou. Outro membro da Federação também provocou Salah: "Aqui está uma foto minha com quatro jogadores e um porco branco", escreveu Magdy Abd El Gany.

As duas contas nas redes foram suspensas. A Federação usou indevidamente a imagem de Salah no avião que a delegação usou e o obrigou a participar de um jantar com o líder da região da Chechênia, Ramzan Kadyrov. Na época, o site RMC Sports informou ainda que Salah estava irritado com a presença de celebridades, artistas e empresários no período de concentração dos atletas. No vídeo, o jogador fala sobre os "muitos distúrbios durante a nossa participação na Copa do Mundo na Rússia", acrescentando que foi perturbado em seu quarto no meio da noite por visitantes que queriam bater papo.

 

MAIS SOBRE:

FutebolMohamed Salahfutebol
Comentários