Meninos resgatados em caverna na Tailândia ganham presentes do Barcelona

Time infantil amador concedeu entrevista coletiva em um templo budista

Relacionadas

Os 12 meninos e o professor de futebol que, em julho, foram resgatados após ficarem duas semanas sem conseguir sair de uma caverna inundada na Tailândia concederam neste domingo uma entrevista coletiva em um templo budista na qual falaram sobre o período em que estiveram presos no local.

No encontro com jornalistas, os garotos, que jogam por um time infantil amador chamado Javalis Selvagens, usavam uniformes de passeio que ganharam de presente do Barcelona.

A entrevista no templo Phra That Doi Wao - na cidade de Mae Sai, que fica no norte do país e a poucos quilômetros da caverna de onde os meninos foram retirados - durou cerca de uma hora. Mostrando muita simpatia, os jovens agradeceram o esforço da equipe internacional que os salvou e falaram sobre planos para o futuro. A maioria disse querer continuar a jogar futebol, embora tenha ressaltado que agora não tem se dedicado ao esporte, para priorizar o descanso e estudos e deveres que perderam na escola.

 

"Temos uma vida normal, muito parecida com a que tínhamos antes de entrar na caverna. Não mudou muita coisa", disse Natthawut Thakhamsai, de 14 anos. Se pouco mudou na rotina dos meninos, pelo menos uma mudança em comum eles tiveram. "Agora, tenho que avisar a meus pais o tempo todo para onde vou", revelou, sorridente, Duangphet Phromthep, de 13 anos./EFE

 

 

MAIS SOBRE:

FutebolBarcelona [Futbol Club Barcelona]Tailândia [Ásia]
Comentários