Messi anuncia rompimento da seleção com a imprensa argentina

"Preferimos olhar na cara e dar um comunicado", disse o capitão sobre a cobertura a respeito do caso Lavezzi

O capitão da seleção argentina de futebol, Lionel Messi, anunciou nesta terça-feira o rompimento da equipe com a imprensa do país. Por tempo indeterminado, nenhum jogador vai falar com jornalistas. 

De acordo com Messi, o principal motivo é a forma como a imprensa tratou o caso Lavezzi, que teria sido cortado do banco de reservas para o jogo contra a Colômbia por ter supostamente fumado maconha no hotel às vésperas da partida. 

"Preferimos olhar na cara antes de dar um comunicado. Como já sabem, porque aqui se sabe de tudo, estamos comunicando que não falaremos mais com a imprensa, obviamente vocês sabem por que. Recebemos muitas acusações e falta de respeito e nunca dissemos nada. Mas isso ultrapassa tudo", disse o capitão, segundo informações do Estadão.

"Lamentamos muito que tenha de ser assim, mas não nos resta outra opção. Sabemos que muitos de vocês não estão nesse jogo de nos faltar com o respeito… podemos ganhar, perder, jogar bem ou mal, mas se meter na vida de uma pessoa… Se não cortamos hoje, não cortaremos mais. É muito grave e não vamos entrar nesse jogo. Vão continuar nos dizendo um milhão de coisas. Está dito. Muito obrigado", disse Messi. 

Veja o anúncio de Messi em vídeo:

 

MAIS SOBRE:

futebolMessiColômbiaEstadão
Comentários