Mineirão dá 13 desodorantes a torcedor que reclamou após ter produto apreendido

Cruzeirense e estádio travaram uma 'discussão' surreal sobre impedimento de entrar com antitranspirante em jogo

Relacionadas

Teve um final feliz a "discussão" travada entre o Estádio Governador Magalhães Pinto e um torcedor do Cruzeiro. Na quarta-feira, 22, o usuário da rede social reclamou da apreensão de um desodorante na entrada do jogo do time mineiro contra o São Francisco (PA) pela Copa do Brasil, o qual respondeu que o ato foi embasado no Estatuto do Torcedor.

Tudo o que se seguiu a isso foi um diálogo surreal, em que até as contas oficiais da Copa do Brasil e da marca Rexona se manifestaram. Diante de tanta repercussão, o estádio cumpriu a promessa de devolver o desodorante apreendido nesta sexta-feira, 24. Mais do que isso, o torcedor não ganhou apenas um produto, mas uma caixa com 13 unidades. "Agora tem desodorante até 2050", agradeceu, satisfeito.

Para completar, alguns torcedores também resolveram aproveitar a boa vontade do clube para reivindicar outros produtos "perdidos" no estádio, como um perfume importado de R$ 1,815 e ingressos para o festival Rock'n Rio. Veja algumas das postagens abaixo:

 

 

 

MAIS SOBRE:

FutebolCruzeiroCopa do Brasil
Comentários