Ministro elogia Roma após banir fã que fez insultos racistas a brasileiro

Torcedor do clube italiano chamou Juan Jesus de 'macaco maldito' nas redes sociais

Relacionadas

O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte aplaudiu a proibição vitalícia  da Roma aplicada ao torcedor que fez insultos racistas ao zagueiro brasileiro Juan Jesus, que é negro, pela rede social Instagram. 

Após a Roma divulgar um comunicado denunciando o torcedor identificado por Andrea Dell'Aquila, que chamou o atleta brasileiro de "macaco maldito" e afirmou que Juan Jesus "parece melhor no zoológico", Conte apoiou o clube em post divulgado nas redes sociais.

 

"A pessoa que insultou Juan Jesus ontem não tem paixão pelo esporte, ele deve ficar fora dos estádios por toda a vida", escreveu o ministro italiano. Um dos antecessores de Conte, Matteo Renzi, também elogiou o clube. "Bem feito da Roma, este é o caminho certo", disse ao compartilhar a mensagem de Conte no Twitter.

Juan Jesus não foi o primeiro jogador vítima de racismo. O início da atual edição do Campeonato Italiano está sendo manchado por conta de episódios deste tipo. O belga Romelu Lukaku, da Inter de Milão, o marfinense Franck Kessié, do Milan, e o brasileiro Dalbert, da Fiorentina, já foram vítimas de insultos racistas nos estádios, mas ninguém foi punido pelos atos até aqui. 

 

MAIS SOBRE:

futebolRoma [Associazione Sportiva Roma]Giuseppe ConteJuan Jesusracismo
Comentários