Mourinho vira comentarista, mas Manchester United o impede de citar demissão

Treinador português receberá cerca de cerca de R$ 286 mil por jogo

Relacionadas

Faz menos de um mês que José Mourinho foi demitido do Manchester United e o treinador já tem um novo emprego. Diferente do último, o treinador português não estará sentado no banco de reservas de nenhum clube: Mourinho será comentarista de uma emissora de televisão por assinatura.

De acordo com o The Times, o acordo feito com a BeIN Sports, uma subsidiária da Al Jazeera, inclui uma cláusula que tem chamado a atenção da imprensa internacional. Mas quem pensa que agora, por não estar no comando de nenhum clube, o treinador não precisará controlar suas palavras está errado.

Conhecido por não ter papas na língua, Mourinho receberá 60 mil libras por jogo comentado, o que equivale a cerca de R$ 286 mil, mas não poderá citar a saída de sua ex-equipe, o Manchester United. Caso não cumpra com o estabelecido, Mourinho vai perder a indenização de 15 milhões de libras (R$ 71,5 milhões) pela quebra de contrato.

De acordo com a publicação, o técnico estreará na emissora já na próxima quinta-feira, dia 17 de janeiro, na partida entre Qatar e Arábia Saudita. No sábado, dia 19, Mourinho também estará na transmissão do clássico entre Arsenal e Chelsea, às 15h30, pelo Campeonato Inglês.

Na Copa do Mundo da Rússia, o treinador já havia estreado na telinha. O português comentou partidas do Mundial pela Russia Today ganhando mais do que o novo acordo: 1 milhão de libras (R$ 4,7 milhões) por trabalhar em cinco jogos. 

 

MAIS SOBRE:

futebolJosé MourinhoManchester United Football Club
Comentários