Muro da bilheteria do Criciúma amanhece pichado e jogador ajuda a limpar

Andrew, que não foi relacionado para enfrentar o Avaí, auxiliou a remover protestos contra presidente do clube

Relacionadas

A bilheteria do estádio Heriberto Hulse, casa do Criciúma, amanheceu pichada neste domingo em protestos contra o presidente do clube, Jaime Dal Farra. Em ato de solidariedade, o atacante Andrew, que não foi relacionado para a partida deste domingo, ajudou um funcionário do clube a limpar o vandalismo.

O mandatário do clube catarinense não está com moral com a torcida. Recentemente, outdoors foram utilizados como forma de protestos pacíficos contra o dirigente e a diretoria do Criciúma. Como forma de resposta, Dal Farra tomou uma série de decisões, entre elas a demissão do técnico Doriva e do executivo Nei Pandolfo, e as contratações de Gilson Kleina e João Carlos Maringá. Três jogadores também chegaram: o volante Wesley, ex-Santos, Palmeiras e São Paulo, e os atacantes Vinícius e Léo Gamalho.

Andrew, de 23 anos, não foi relacionado para o jogo deste domingo, em que o Criciúma perdeu para o Avaí por 2 a 0 pelo Campeonato Catarinense. A equipe volta a jogar na próxima quarta-feira contra a Chapecoense fora de casa.

MAIS SOBRE:

futebolCampeonato Catarinense de FutebolCriciúma Esporte Clube
Comentários