Na Suíça, torcedores invadem campo em jogo que rebaixava time tradicional

Grasshopper, maior campeão do país, estava perdendo por 4 a 0 quando a invasão ocorreu

Relacionadas

Os torcedores do Grasshopper, maior campeão da Suíça, cometeram um ato violento durante o jogo que estava rebaixando a equipe para a segunda divisão pela primeira vez. Quando o clube tradicional perdia por 4 a 0 para o Luzern, alguns fãs entraram em campo.

A princípio, eles não partiram para cima dos atletas, apenas os chamaram para conversar, sendo contidos pelos guardas. O goleiro e capitão Lindner foi o primeiro a ir falar, e recebeu um afago, conversando sem exaltações. Veja no vídeo.

Com outros atletas, porém, não foi o mesmo. Os torcedores exigiram que todos tirassem a camisa do Grasshopper, pois não seriam dignos de defender o clube. Também gritaram que deveriam voltar para os vestiários rastejando.

A partida foi interrompida e não foi retomada. De acordo com a imprensa local, os pontos do jogo devem ser dados para o Luzern, o que garantiria matematicamente o rebaixamento do Grasshopper - o time tem 24 pontos, 12 a menos que o Nêuchatel, primeiro fora da zona de rebaixamento, e restariam apenas mais três rodadas a serem disputadas no torneio.

Em uma nota oficial, o clube disse que iniciará um projeto judicial, com queixas junto à polícia e à Federação Suíça de Futebol. "Isso é uma vergonha e simplesmente inaceitável. Colocar em perigo torcedores, funcionários do estádio e jogadores não é aceitável pelo Grasshopper. Desordeiros abalam o futebol desta forma. Mais uma vez, eles impediram o curso normal de um jogo do campeonato e feriram o clube e o Luzern. A situação ficou ameaçadora em uma escala que decidimos, junto às forças de segurança, entregar as camisas ao grupo. A segurança dos jogadores e os fãs pacíficos eram mais importantes para nós. A decisão não significa que aprovamos o comportamento questionável", afirmou o Grasshopper no documento.

MAIS SOBRE:

futeboltorcidaCampeonato Suíço de Futebol
Comentários