Não é a do Pelé! Gordon Banks conta qual foi sua defesa mais memorável

Goleiro que morreu nesta terça comentou sobre o lance em uma entrevista ao Daily Mail em 2016

Relacionadas

Esta terça-feira começou com uma triste notícia para o mundo da bola: Gordon Banks, goleiro inglês campeão da Copa do Mundo de 1966, morreu aos 81 anos após uma longa batalha contra um câncer. O britânico é conhecido por ter feito o que foi considerado uma das melhores defesas de todos os tempos durante o Mundial de 1970.

O lance envolve justamente o maior jogador da história da seleção brasileira e do mundo: Pelé. Banks pegou a cabeçada do Rei do Futebol que ia para o gol depois de quicar no chão. Em 2008, o ex-goleiro inglês chegou a "pedir desculpas" para o brasileiro por ter defendido aquele lance memorável.

"Pessoas ao redor do mundo ainda se impressionam com aquela defesa. Se eu soubesse o quão importante seria esse gol hoje, eu não teria defendido aquela bola. Eu fico intrigado. Não sei como ou por que aquilo aconteceu. Desculpe, Pelé. Desculpe...", disse Gordon Banks no vídeo da campanha publicitária.

A declaração de Banks, na época, foi uma ação do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe. Na promoção, cada um dos 1.283 gols marcados por Pelé ao longo da carreira virou um moeda numerada. As peças foram vendidas e a renda revertida para a entidade sediada em Curitiba.

Apesar de a jogada com Pelé em 1970 ser conhecida como a melhor defesa da história, Gordon Banks tem uma opinião diferente. Em 2016, em entrevista ao Daily Mail, o goleiro comentou seu lance mais emblemático em uma matéria sobre os 50 anos desde a vitória da Inglaterra na Copa do Mundo. 

"Não, isso (a melhor defesa) foi um pênalti de Geoff Hurst no jogo com o Stoke na semifinal da Copa da Liga em 1972", contou ele para o portal. Banks defendia o Stoke na época e defendeu a penalidade na partida contra o West Ham.  Seu time acabaria campeão.  Confira abaixo ambas as defesas e tire suas próprias conclusões:

 

MAIS SOBRE:

futebolGordon BanksPelé [Edson Arantes do Nascimento]
Comentários