Newcastle proíbe apertos de mão em treino por causa do coronavírus

Segundo o técnico Steve Bruce, medida foi tomada por recomendação do médico do clube

Relacionadas

As sessões de treinamento do Newcastle se tornarão muito menos calorosas, depois que o técnico Steve Bruce disse nesta sexta-feira que jogadores e membros da comissão técnica foram orientados a evitar apertos de mão para evitar a proliferação do coronavírus.

Atualmente, o Reino Unido tem 19 casos confirmados de coronavírus, e Bruce disse que o clube não correrá nenhum risco. “Existe um ritual aqui, todos apertam a mão de todos quando nos vemos de manhã. Paramos com isso a conselho do médico”, explicou Bruce em uma coletiva de imprensa antes da partida de sábado contra o Burnley.

“Somos iguais a todo mundo. Somos gratos por termos um médico ótimo aqui, e ele nos manterá informados sobre o que temos que fazer. Estamos colados na TV para saber para onde isso vai, e vamos torcer para não ficar pior neste país”.

Bruce ficou aliviado com a volta do meio-campista Jonjo Shelvey —o artilheiro do time na liga inglesa— e do zagueiro Javier Manquillo, que estavam contundidos.

“Andy (Carroll) não voltará já, mas Jonjo treinou nos últimos 10 dias, mais ou menos. Javier Manquillo também retornou, então é bom vê-los de volta”, afirmou.

MAIS SOBRE:

futebolNewcastle United Football Clubcoronavírus
Comentários