Neymar agride torcedor: relembre casos parecidos e punições aplicadas

Evra e Cantona pegaram longas suspensões; na seleção, Tite puniu Douglas Costa por cuspir em adversário

Relacionadas

Ontem, Neymar agrediu um torcedor do Rennes após a derrota do PSG na Copa da França. Enquanto os jogadores do PSG subiam para pegar as medalhas de vice-campeão, o torcedor os provocava, mas Neymar foi o único a discutir com o rapaz e então lhe dar um soco. Agora, fica o questionamento: que tipo de punição o brasileiro pode sofrer?

Atletas que se envolveram em casos parecidos pegaram suspensões de muitos meses, mas não encontramos casos parecidos que estivessem sob jurisdição da FFF, entidade que organiza o futebol francês. 

Em novembro de 2017, Patrice Evra, então no Olympique de Marselha, chutou um torcedor do clube antes de partida contra o Vitória de Guimarães, em Portugal, pela Liga Europa. O lateral foi suspenso pela UEFA desde o dia 10 de novembro até o fim daquela temporada europeia, em 30 de junho. O Olympique suspendeu Evra e depois acertou a saída do jogador, que não usou mais a camisa do clube.

Outro caso famoso foi o de Eric Cantona, do Manchester United, em 25 de janeiro de 1995. O francês foi expulso contra o Crystal Palace e, ao sair de campo, ouviu um torcedor dizendo: "volte para a França com a vagabunda da sua mãe, idiota". Cantona, então, deu uma voadora no torcedor antes de ir para o vestiário.

Cantona também foi suspenso pela FA, que rege o futebol inglês, até o final daquela temporada (em junho), pena que depois foi ampliada até setembro de 1995. No total, foram oito meses afastado. Ele também foi julgado por agressão e pegou duas semanas de prisão, que foram convertidas em 120 horas de trabalho comunitário. Neymar, no entanto, não deve ir a julgamento pelo soco que deu.

E NA SELEÇÃO BRASILEIRA?

Em setembro de 2018, Tite deixou Douglas Costa de fora de convocação para amistoso contra a Arábia Saudita por ter cuspido em um adversário durante jogo da Juventus no Campeonato Italiano. Entretanto, a próxima convocação da seleção brasileira é para a Copa América no dia 17 de maio, e é muito improvável que o treinador deixe seu principal jogador fora da lista.

MAIS SOBRE:

futebolNeymarCampeonato Francês de FutebolParis Saint-GermainRennes [Stade Rennais Football Club]agressão física
Comentários