Novo reforço do Real, Jovic relata doença da irmã e momentos difíceis

Atacante sérvio conta se inspirar em Ronaldo Fenômeno e Roger Milla, e ter chegado mais longe do que pensava

Relacionadas

O sérvio Luka Jovic, 21 anos e recentemente contratado pelo Real Madrid, certamente tem muito a celebrar em sua vida, apesar de ter poucos anos de carreira no futebol. Em um texto publicado no site The Players Tribune, ele contou sobre algumas dificuldades pelas quais passou e quem o inspirou no futebol.

"Todos na vida temos algum talento, e creio que o meu é fazer gols. Não sei como terminei jogando de atacante, mas desde que me lembro sempre fui obcecado com fazer gols. Me recordo de desfrutar fitas rebobinadas de Roger Milla por Camarões na Copa de 1990 e de Ronaldo, o brasileiro. Estava obcecado com a forma que ele driblava os goleiros. Olhava seus gols e depois os imitava em casa", contou.

Depois, ele relatou uma fase difícil da família. "Quando tinha nove ou dez anos, minha irmã maior ficou muito doente. Sem dúvida, foi o momento que marcou nossas vidas. Diagnosticaram que ela tinha leucemia. Minha mãe teve que deixar de trabalhar para cuidar da minha irmã e eu vivia com meu pai e meu avô, enquanto treinava no Estrela Vermelha de Belgrado. Quando ela venceu a doença, me deu força para triunfar. Eu queria ser um ganhador como ela", relatou Jovic.

Posteriormente, aos 18 anos, Jovic foi para o Benfica, de Portugal, e não se adaptou bem ao país: não falava o idioma e estava longe da família e, por isso, chorava quase todas as noites. Quando foi para o Eintracht Frankfurt, se adaptou melhor, conquistou uma Copa da Alemanha em 2018 e foi convocado para a Copa do Mundo da Rússia. Na temporada 2019-20, jogará pelo Real Madrid.

"Vim de um povoado de 105 casa e agora olha tudo que consegui e tudo que está por vir. Tudo na minha vida passou muito rápido. Faz alguns anos, só sonhava em jogar pelo Estrela Vermelha. Jogar uma semifinal de Liga Europa, uma Copa e chegar agora ao Real Madrid é incrível. Nunca duvidei do meu valor. O mais importante para um atacante é a confiança", finalizou Jovic no texto.

MAIS SOBRE:

futebolLuka JovicReal Madrid Club de Futbol
Comentários