Obama cita Messi na seleção como exemplo de dificuldade em vencer sozinho

Ex-presidente usou o futebol como referência para comparar a um cenário político

Relacionadas

Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella usou o Vasco em uma declaração polêmica. Dessa vez, foi o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama que usou o futebol como referência para comparar a um cenário político. Obama, no entanto, citou Lionel Messi.

O ex-presidente sugeriu nesta terça-feira, em Bogotá, na Colômbia, que a seleção argentina "tem problemas" para vencer a Copa do Mundo pois ela não joga como um time, apesar de ter o "maravilhoso" Lionel Messi.

"Inclusive, até as pessoas que acreditamos que são gênios trabalham com outras pessoas para desenvolver seu próprio estilo. Na Argentina, embora Messi seja maravilhoso, eles têm problemas para vencer a Copa do Mundo", disse o democrata na conferência Exma 2019, que terminou hoje, na capital colombiana.

Em seu discurso, Obama exaltou a importância do trabalho em equipe, e disse que "pouquíssimas pessoas conseguem grandes realizações por conta própria". É neste contexto que Obama fez a afirmação sobre a Argentina e Messi, a quem ele comparou com outros gênios como pintor Salvador Dalí e Pablo Picasso.

Seleção argentina

Apesar de contar com Lionel Messi, dono de cinco Bolas de Ouro, a seleção argentina não conquista o Mundial desde 1986, no México. Desde então, foi vice-campeã em duas ocasiões: Itália (1990) e Brasil (2014).

As declarações de Barack Obama chegam a menos de 15 dias do início da Copa América no Brasil. A Argentina, que não conquista um título importante desde 1993, quando ganhou justamente a Copa América, está no Grupo B desta edição da competição, ao lado de Colômbia, Paraguai e Catar.

A estreia da seleção argentina será diante dos colombianos, no dia 15 de junho, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Messi se apresentou aos treinamentos nesta terça-feira, 

MAIS SOBRE:

futebolBarack ObamaMessiseleção argentina masculina de futebolCopa América de Futebol
Comentários