Pai e filho cumprem quarentena no estádio do Malaga há mais de um mês

Família cresceu no estádio desde a chegada do patriarca ao clube em 1966 

Relacionadas

Uma família vive há 31 dias dentro do estádio do Málaga, na Espanha. Desde que o país iniciou a etapa de isolamento social rígido, em razão do coronavírus, pai e filho não saem do recinto. Mas, calma. Eles não se esqueceram de sair do La Rosaleda. 

Ambos residem dentro do estádio, há anos. Tudo começou quando o patriarca Andrés Perales, de 83 anos, chegou ao clube em 1966 e, de lá para cá, viu sua família crescer dentro do estádio.

Ao todo, são sete filhos: Paco, Koki, Conchi, Kike, Lola, Mónica e Andrés Junior. Este último, é quem não sai do estádio junto ao pai, desde o dia 8 de março, quando o Malaga perdeu para o Zaragoza, por 1 a 0. Aliás, este foi o último jogo de ambas as equipes antes da suspensão do futebol espanhol.

Andrés Junior afirmou que a família tem sorte por estar confinada dentro do estádio. Segundo ele, estão num lugar privilegiado.

"Imaginamos que ter tanto espaço é um ponto positivo. Temos sorte dentro do confinamento, de podermos fazê-lo em um lugar privilegiado. Minhas irmãs e eu participamos da desinfecção do estádio", explicou, ao site oficial do clube.

De acordo com Junior, este é momento mais difícil que seu pai viveu ao longo de seus mais de 80 anos, contudo, ambos estão confiantes de que o cenário irá melhorar e o Malaga irá se manter na segunda divisão do Campeonato Espanhol.

"Nós só queremos trabalhar, ver o time treinando de novo e conseguir se manter na segunda divisão o quanto antes. Se conseguirem subir para a primeira, melhor", afirmou.

O clube ocupa a 15ª colocação da “Série B” da competição nacional da Espanha. São 38 pontos, em 93 disputados, ou seja, em 31 jogos. Não é uma campanha convincente e a permanência na segunda divisão não está garantida, já que a equipe está há apenas três pontos da zona de rebaixamento, encabeçada pelo La Coruña, com 35 pontos.

MAIS SOBRE:

futebolMálaga
Comentários