Palmeiras 'corre contra o tempo' para trocar gramado antes de clássico

Allianz Parque adotou estratégia após a série de shows no gramado do local nos últimos dias

Relacionadas

O Allianz Parque esteve com suas arquibancadas lotadas algumas vezes nas últimas semanas. Mas não foi por causa de um jogo do Palmeiras e sim por shows musicais do São Paulo Trip, festival que trouxe ao Brasil bandas como The Who, Aerosmith e Guns N'Roses. O problema é que a última das apresentações foi na terça-feira, apenas quatro dias antes de um jogo fundamental para o clube alviverde no Brasileirão, o clássico contra o Santos, atual 2º colocado na tabela.

Muita gente deve se perguntar: como, depois de tão pouco tempo a uma série de shows, o gramado vai suportar um jogo que promete ser tão disputado? Pois ele já começou a ser totalmente trocado, situação parecida à adotada em abril, antes de um jogo da Libertadores.

O segredo para se ter o gramado em condições poucos dias depois do plantio está na retirada dos blocos da lavoura, localizada em Tremembé, no interior de São Paulo. Antes do transporte dos pedaços do futuro campo, em vez de o corte na grama ser de 30 metros de comprimento e de 1 cm de espessura, como é o habitual, desta vez foi de 3 cm e 12 metros de comprimento. A mudança propicia o melhor aproveitamento da raiz e do solo onde a grama cresceu.

"Plantar um gramado de placas finas é fácil, mas precisa esperar de 30 a 40 dias, como era antes. Agora, fazemos algo novo e uma arena multiúso pode ter jogo três dias depois de um evento", explicou a engenheira agrônoma Maristela Kuhn, consultora técnica da obra do mês de abril, em entrevista ao Estado.

Satisfeitos com o tipo de trabalho adotado no estádio, os jogadores, grandes astros do espetáculo, confiam que tudo estará em condições para um bom jogo, mas que, por outro lado, não pode ser utilizado de desculpa em caso de derrota, como explica o meia Moisés: "Neste ano o gramado do Allianz está bem melhor. Pelo que passaram para nós, o gramado vai estar bom para o jogo. Esperamos que esteja em condições ideais, mas mesmo se não estiver, vamos ter que ir lá e tentar ganhar".

MAIS SOBRE:

FutebolPalmeirasAllianz ParquefutebolCampeonato Brasileiro de Futebol
Comentários