Palmeirenses invadem redes da Conmebol após punição na Libertadores

Torcedores ficaram revoltados com punição ao Peñarol menor que a do Palmeiras

Relacionadas

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou na útlima sexta-feira a punição ao Peñarol pela confusão generalizada entre jogadores contra o Palmeiras, no fim de abril, pela Copa Libertadores. A entidade definiu que os uruguaios deverão jogar uma partida com portões fechados no seu estádio, Campeón del Siglo, além de pagar uma multa de 150 mil dólares (R$ 496 mil).

A punição ao Peñarol foi menor que a do Palmeiras, que deverá jogar três jogos sem torcida visitante na competição continental, além da multa de 80 mil dólares (R$ 250 mil). Torcedores do Palmeiras revoltados com a decisão invadiram as redes sociais da entidade para protestar, afirmando que o time brasileiro foi a vítima da briga generalizada e não o culpado. 

Entre os jogadores punidos, Felipe Melo foi suspenso por seis partidas por agredir atletas rivais. Pelo lado do Peñarol, Lucas Hernández, Nahitan Nández e Matías Mier pegaram cinco jogos de gancho.

 

 

 

 

 

 

 

MAIS SOBRE:

futebol Palmeiras Libertadores
Comentários