Para provar interferência, Palmeiras contrata empresa de investigação

O advogado que respondeu pelo clube também é um criminalista experiente

Relacionadas

Acredite se quiser: a polêmica da final do Campeonato Paulista ainda não acabou. O Palmeiras não tem medido esforços nem dinheiro na tentativa de provar que houve interferência externa naquele lance do pênalti de Ralf em Dudu. Prova disso é a nova contratação do clube, uma das maiores empresas de investigação privada do mundo - a Kroll.

Gol do Independiente é anulado e Corinthians vira piada: 'só ganha roubando'

Paraná Clube provoca 'bando de loucos' do Corinthians: 'Nóis é mais, mano'

Salah prova generosidade e gasta milhões ajudando sua cidade natal, no Egito

E este não é o único reforço grande do Palmeiras no processo: o advogado que respondeu pelo clube, terça, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva-SP foi o criminalista José Luis Oliveira Lima. Juca, como é conhecido, defendeu inclusive acusados na Lava Jato como o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, e o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu.

A defesa do clube e a da Federação Paulista de Futebol têm até as 12h desta quinta-feira para acrescentar novas provas ao processo. Na última terça, sete testemunhas prestaram depoimento no TJD. O 4º árbitro da partida foi um deles. Durante sua fala, Adriano de Assis Miranda se contradisse em dois momentos

A tendência é que o relator Marcelo Monteiro apresente seu relatório na próxima segunda-feira. A partir daí, a procuradoria decide se encerra ou caso ou se oferece denúncia, iniciando um processo que pode até resultar na impugnação da final do campeonato.

MAIS SOBRE:

FutebolCampeonato PaulistaPalmeirasRalfDuduCorinthiansFPF [Federação Paulista de Futebol]
Comentários