Paulinho McLaren faz desabafo após fake news de que teria morrido

Ex-atacante teve que gravar áudios e vídeos garantindo que estava vivo para acabar com o rumor

Relacionadas

Ex-jogador com passagens marcantes por Cruzeiro, Santos e Portuguesa, Paulinho McLaren teve que desmentir um boato cruel nas redes sociais nos últimos dias: o de que teria morrido. A fake news teria começado a circular no whatsapp na quinta-feira, 13, dizendo que o ex-atacante teria falecido em um acidente de carro enquanto viajava de sua cidade natal ,Igaracu do Tietê (SP), a Curitiba.

"Eu não tive sossego. Era gente chamando no Instagram, no WhatsApp. Não tenho dimensão de quantos, mas até hoje eu estou respondendo", contou McLaren em entrevista ao portal UOL. Segundo o ex-jogador, ele estava em casa com a família em São João da Boa Vista (SP), quando recebeu uma mensagem de Orlando Rollo, vice-presidente do Santos, questionando sobre o boato. A partir de então, McLaren teve que agir para desmentir.

"Estávamos eu, minha esposa e minha filha Bárbara. Falei para ela: coloca no grupo da nossa família. Tive o cuidado de ligar para as pessoas mais próximas. Tive o cuidado de ligar para a minha mãe e meus irmãos, que foram tranquilizando todo mundo. Tive que gravar um áudio para o pessoal ouvir minha voz. Mas é muito complicado. Meu pai teve uma cirurgia recente do coração, já estava deitado. Minha mãe disse que só ia falar com ele no outro dia de manhã", relata.

Paulinho ainda gravou um vídeo para ser postado nas redes sociais. "Dormi bem, mas no outro dia você fica pensando: o que o cara pensa fazendo uma coisa dessas?", reclamou.

"Eu nunca pensei em fazer algo assim com ninguém. Não penso que tipo de carência a pessoa tem. A gente vê vários golpes contra idosos no Brasil. Isso tudo constrange de uma maneira... Você que tem que ficar provando que está vivo para tranquilizar muita gente. É muito constrangedor você ter que provar que está vivo", desabafou McLaren sobre a ocasião.

MAIS SOBRE:

futebolPaulinho Mclarenfake news [notícia falsa]
Comentários