Peter Crouch diz que queria ter 'esmurrado' Marcelo após ser expulso

'Fui disputar a bola e ele mergulhou. Nem toquei nele', disse o ex-atacante inglês

Relacionadas

O ex-jogador inglês Peter Crouch, aposentado há mais de um ano, revelou que "nunca na vida quis tanto esmurrar alguém", quanto o lateral brasileiro Marcelo, do Real Madrid. A declaração foi feita durante um episódio do podcast From the Horses Mouth.

Na temporada 2010-11, os merengues enfrentaram o Tottenham, de Crouch, nas quartas de final da Liga dos Campeões. Na partida de ida, disputada no Santiago Bernabéu, o ex-jogador foi expulso com apenas 15 minutos de partida.

Isso porque ele recebeu dois cartões amarelos. O primeiro foi aplicado após uma falta em Sérgio Ramos e o segundo após outra entrada desproporcional aos olhos do árbitro em Marcelo.

“No primeiro cartão que recebi, até posso aceitar a decisão do árbitro. Mas no segundo, não. Foi culpa do Marcelo. Fui disputar a bola e ele 'mergulhou'. Nem toquei nele.  Ele pulou e se jogou na grama”, recordou Crouch, que ainda disse ter sido ingênuo.

“Existe até uma câmara que mostra Marcelo olhando para o árbitro e comemorando quando recebi o vermelho. Imediatamente depois já estava de pé. Nunca quis tanto na minha vida bater em alguém tão forte. Para ele foi como se fosse uma vitória. Venceram, e eu fui manipulado. Fui ingênuo e me pegaram”, afirmou.

Expulso, Crouch viu sua equipe ser goleada por 4 a 0. Adebayor marcou duas vezes e Di María e Cristiano Ronaldo ampliaram o placar. Na partida de volta, na casa dos Spurs, o ex-jogador viu novamente sua equipe perder. Dessa vez, contudo, por 1 a 0. 

MAIS SOBRE:

Peter CrouchMarceloReal Madrid Club de FutbolTottenham Hotspur Football ClubLiga dos Campeõesfutebol
Comentários