Preferência de Carille pela Adidas causa pequeno mal-estar no Corinthians

Em suas últimas entrevistas, técnico tem se apresentado usando peças da marca alemã, concorrente da Nike, fornecedora de material esportivo do clube

Relacionadas

Com o título do Campeonato Brasileiro, o segundo em seu primeiro ano como técnico profissional, Fabio Carille é cada vez mais requisitado em programas de televisão. No entanto, o figurino do treinador corintiano tem causado um pequeno mal-estar no clube. 

Em suas últimas entrevistas, Carille tem se apresentado usando peças da Adidas, o que, conforme matéria publicada nesta quarta-feira, 22, no ESPN.com.br, tem incomodado o departamento de marketing do clube. Isso porque o Corinthians é patrocinado pela Nike, concorrente da marca alemã. 

 

+ Libertadrones? Game of Drones? Os memes sobre o espião do Grêmio

+ Suástica de 4m é encontrada durante escavação em estádio alemão

+ Siga o Fera no Twitter!

 

 

Como citado no texto, os jogadores do clube são orientados a usarem camisetas oficiais do clube, fornecidas pela marca americana, em eventos nos quais representem a instituição. O elenco, por sua vez, também se mostra incomodado com a obrigatoriedade, já que nem todos são patrocinados pela Nike. 

Para o marketing corintiano, Carille deveria seguir a mesma cartilha dos atletas e, em eventos e entrevistas, usar camisetas oficiais do clube. 

Ainda segundo o ESPN.com.br, Carille não possui contrato de patrocínio com a Adidas, apenas um acordo informal com a fabricante. 

Em nota à emissora, o Corinthians reforçou que a "obrigatoriedade no uso dos uniformes da Nike, tanto para jogadores como para membros da comissão técnica, acontece nas dependências oficiais do clube, nos jogos, treinos e entrevistas coletivas do Corinthians; bem como em outros compromissos oficiais do clube ou agendados pelo mesmo". Por outro lado, "em compromissos pessoais, o Corinthians recomenda o uso, mas não existe obrigatoriedade contratual".

 

 

MAIS SOBRE:

futebolFabio CarilleCorinthians
Comentários