Preparador físico relembra pior momento de Messi: 'chorando como um bebê'

Elvio Paolorosso comenta a situação que o argentino ficou na Copa América de 2016

Relacionadas

Após o término da Copa do Mundo, Lionel Messi pediu para não ser mais convocado pela seleção neste ano, quando a Argentina só fará amistosos. No entanto, de acordo com entrevista publicada pelo jornal espanhol Marca nesta sexta-feira, não foi neste Mundial a pior fase do meia representando seu país.

O que garante Elvio Paolorosso, preparador físico de Tata Matino na ocasião, é que Messi viveu momentos de desespero em 2016, quando a seleção albiceleste foi eliminada da Copa América. Além de o time ter perdido a final para o Chile, Messi foi um dos que desperdiçaram cobrança de pênalti na disputa.

"O vestiário após a derrota foi muito triste, mas o pior aconteceu depois. Lá pelas 2h da manhã, voltei ao vestiário e encontrei Leo, sozinho, completamente sozinho, chorando como um bebê que tinha perdido a mãe", contou. 

"Ele estava jogado ali sem que ninguém pudesse consolá-lo. Eu o abracei e choramos um pouco", relembra. Aquela era a terceira derrota consecutiva da Argentina em decisões: em 2014, o time perdeu a Copa do Mundo para a Alemanha no Brasil, e em 2015, foi derrotado pelo mesmo Chile, na mesma Copa América, também em disputa por penalidades.

 

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]MessiArgentina [América do Sul]Copa América de FutebolChile [América do Sul]
Comentários