Presidente da Federação Peruana é acusado de assassinato pela 2ª vez

Edwin Oviedo recebeu sua segunda denuncia pelo Ministério Público do Peru

Relacionadas

O presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo, recebeu sua segunda denuncia por assassinato. Ele foi acusado pelo Ministério Público do Peru e dez dias depois responde outro processo pelo mesmo crime.

+ Paraná Clube provoca 'bando de loucos' do Corinthians: 'Nóis é mais, mano'

+ Julio Cesar desabafa: 'Quando eu morrer vão lembrar do 7 a 1'

+ Ao lado do filho, CR7 faz live e brinca com brasileiros: 'Robozão e Robozinho'

O dirigente é acusado de ser o mandante do homicídio de Percy Farro, antigo dirigente do sindicato de uma empresa açucareira do Grupo Oviedo, conglomerado empresarial do mandatário da entidade esportiva. O crime, a tiros, aconteceu em 2015.

Em defesa, o advogado do presidente da Federação Peruana, Carlos Isla, garante que a acusação é "nula" e "inconsistente", já que vai contra uma decisão da justiça do país, que pediu para reunir em um só caso, todas as mortes de sindicalistas da empresa açucareira. 

Há dez dias, o MP já havia apresentado a primeira denúncia contra Oviedo, pelo assassinato, em 2012, do dirigente sindical Manuel Rimarachín, da mesma companhia pertencente ao conglomerado do mandatário da FPF. Na semana passada, por meio de comunicado, o dirigente negou a acusação a respeito do caso mais antigo. 

MAIS SOBRE:

FutebolPeru [América do Sul]
Comentários