Presidente da Roma diz que só vai perdoar o Barcelona se ganhar Messi

Clube catalão atravessou a negociação com Malcom e fechou contrato com o jogador

Relacionadas

Após o Barcelona se envolver nas negociações de Malcom e acabar fechando com o jogador após a Roma ter anunciado sua contratação, o presidente do clube italiano, James Palotta, afirmou que só vai existir perdão caso ganhe o reforço de Messi.

"O Barcelona interveio de maneira antiética. Na manhã, Monchi fez uma videoconferência com o agente de Malcom e um acordo foi feito. Recebemos um aconselhamento legal, e parece que o Bordeaux (ex-clube de Malcom) será chamado para depor. Ontem (quarta) o Barcelona pediu desculpas, mas eu não aceitei", disse Palotta em entrevista à rádio Sirius XM.

"A única maneira de aceitar é se eles decidirem nos dar o Messi. Mas não fechamos relações com o Barcelona, eles são maiores do que nós e faremos acordos no futuro", acrescentou.

Ainda durante a entrevista, Palotta falou sobre a venda de Alisson. "Vamos falar sério: 70 milhões de euros é muito dinheiro". O clube contratou 13 jogadores até o momento e para o presidente os destaques são Pastore e Justin Kluivert.

 

MAIS SOBRE:

FutebolRoma [Associazione Sportiva Roma]Barcelona [Futbol Club Barcelona]
Comentários