Presidente do Boca Juniors quer evitar que time tenha muitos jogos à noite

Jorge Amor Ameal afirma que irá discutir assunto com outros clubes, visando ajudar os torcedores

Relacionadas

Jorge Amor Ameal, presidente do Boca Juniors, afirmou que irá pedir à organização do Campeonato Argentino que a equipe não jogue mais no período da noite. Segundo o mandatário, a intenção é ajudar os torcedores.

Para Ameal, o horário prejudica os torcedores irem aos jogos e, principalmente, voltarem para casa após as partidas, em muitos casos, após a meia-noite. O Boca Juniors disputou 19 das 23 rodadas do último campeonato argentino após as 19h30, no horário local.

"Para as empresas, o futebol deve ser rentável. Para quem não é rentável é para o Boca, levando em consideração o esforço e o sacrifício que nossos torcedores fazem quando nos colocam às oito ou dez da noite. Eles chegam em casa para ir trabalhar ", afirmou Ameal em entrevista à rádio Cadena Xeneize.

"Vamos nos manter firmes, discutiremos tudo e com todos. Não se trata de torcer o braço, isso deve ser resolvido através do diálogo. O Boca é muito grande e devemos respeitá-lo como tal", completou o mandatário.

Na última edição do Campeonato Argentino, o Boca conquistou seu 34º título nacional, ultrapassando a pontuação do arquirrival River Plate na última rodada ao vencer o Gimnasia La Plata por 1 a 0 na Bombonera.

MAIS SOBRE:

futebolBoca JuniorsCampeonato Argentino de Futebol
Comentários