Presidente do Bragantino justifica venda do mando: 'Tem que pagar as contas'

Equipe do interior vai enfrentar o Corinthians no Pacaembu e, depois, em Itaquera

Relacionadas

O presidente do Bragantino, Marco Abi Chedid, justificou a venda do mando de campo na primeira partida das quartas de final do Paulistão 2018, contra o Corinthians. "Temos que buscar recursos para sobreviver. O clube no final do mês tem que pagar as contas", diz. 

+ Destino do meia Fred está em Manchester, revela CEO do Shakhtar

+ Palmeiras recusa proposta reduzida da Globo para o Brasileirão de 2019

+ Com brasileiros na 3ª colocação, Fifa libera nova cota de ingressos para a Copa

"Como um clube vai sobreviver hoje? Com renda e cotas de televisão. Não tem outra renda", afirmou em entrevista. Chedid afirmou ainda que vai dar todas as condições para que sua torcida posssa acompanhar a equipe fora de casa. O Bragantino jogará no Pacaembu, às 11h, e depois decide a vaga em Itaquera, na quarta. 

Segundo o dirigente, o torcedor do time do interior vai entender a decisão porque quer a sobrevivência da equipe. "Serão dois mil ingressos para o Bragantino. Ainda vamos definir o valor dos ingressos. Mas, como o jogo é domingo de manhã, sem televisão aberta, teremos bom público e queremos bater o recorde de público no Pacaembu", disse. 

Relembre as partidas das quartas de final do Paulistão 2018

Jogos de ida - 17 e 18/3

Novorizontino x Palmeiras

Bragantino x Corinthians

São Caetano x São Paulo

Botafogo-SP x Santos

Jogos de volta - 21 e 22/3

Palmeiras x Novorizontino

Corinthians x Bragantino

São Paulo x São Caetano

Santos x Botafogo-SP

MAIS SOBRE:

futebol Bragantino Pacaembu [estádio São Paulo]
Comentários