Presidente do Napoli diz que não consegue contratar por má fama da cidade

Cidade de Nápoles é conhecida como o berço da Camorra, uma das poderosas máfias italianas

Relacionadas

O presidente do Napoli, Aurelio de Laurentiis, pediu paciência aos torcedores da equipe na próxima janela de transferências. Para justificar o pedido, citou as diferenças econômicas entre seu time e a Juventus e também a má fama da cidade de Nápoles, muito assolada pela violência.

"Nossos torcedores não podem pensar sempre na Juventus, devemos fazer nosso próprio campeonato. A Juventus está à frente há 120 anos, é um clube estável e que foi ajudado pelos reis da Itália. O Napoli não tem os mesmos recursos de Turim, por isso devemos ser inteligentes e trazer as pessoas corretas", falou de Laurentiis, em entrevista à rádio Kiss Kiss.

"Alguns torcedores pediram que a gente respondesse à contratação de Cristiano Ronaldo (pela Juventus) trazendo Messi ou Icardi, mas é complicado convencer alguns jogadores e suas mulheres para virem viver em Nápoles, já que a cidade não goza de boa publicidade, devido ao ambiente em que vivemos", continuou o mandatário. 

Nápoles é uma cidade que tem que lidar com problemas relacionados ao poder da máfia local, a Camorra, que além do mundo criminoso, controla até atividades como a coleta de lixo na cidade.

O Napoli já confirmou seu segundo vice consecutivo no Campeonato Italiano nesta temporada, apesar de ainda ter mais uma rodada a ser disputada - enfrentará o Bologna. Apesar das boas campanhas, a equipe do sul da Itália não tem conseguido competir com a Juventus, a nível nacional, ou com os grandes times de outros países nos torneios europeus.

MAIS SOBRE:

futebolNapoliCampeonato Italiano de Futebol
Comentários