Primeira mulher a dirigir seleção na Itália se prepara para estreia internacional

Patrizia Panico, treinadora da Seleção Italiana sub-16, vai comandar equipe em dois jogos contra a Alemanha e espera mais presença de técnicas no futebol

Relacionadas

A primeira mulher técnica de um time masculino de futebol na Itália, Patrizia Panico, se prepara para a estreia em partidas internacionais sob os olhares da mídia e do mundo do esporte - ela dirige a equipe sub-16 da Azzurra em dois amistosos, contra a Alemanha, nos próximos dias 22 e 24.

Patrizia, de 42 anos, é a jogadora italiana com mais partidas internacionais com a seleção de seu país e também artilheira feminina da Itália. Teve passagens pela Fiorentina, Lazio e Torino, apenas entre equipes italianas.

Ao mesmo tempo que classifica de "assustador" o interesse midiático por sua carreira como técnica de um time masculino, ela disse ao site da Fifa, em entrevista, que "aos rapazes, somente interessa a competência profissional". "Eles gostam de treinar bem e gostam que seus técnicos sejam exigentes. Sem dúvida, eu não notei nenhuma diferença por ser mulher", disse.

Patrizia diz que espera, em breve, que a presença de mulheres no comando de equipes masculinas de futebol seja visto como algo normal. "E não porque nós somos melhores treinadoras, senão porque o que conta é a competência profissional, independentemente do sexo", afirma.

 

MAIS SOBRE:

futebolFutebol
Comentários