Protesto no CT do Palmeiras tem 'presidiário' e Bananas de Pijamas

Torcedores fantasiados protestaram contra o presidente Maurício Gailotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos

Relacionadas

Os torcedores continuam inovando na sua maneira de protestar. Depois de cruzeirenses usarem termos rebuscados, como "sevandijas" (vermes parasitas) e "diretoria quilingue" (cultura da corrupção), foi a vez de palmeirenses aparecerem vestidos de Bananas de Pijamas na frente da Academia de Futebol nesta quarta-feira.

Os palmeirenses levaram um caixa de som que tocou a música tema do programa infantil, sucesso nos anos 90. Além dos personagens Bananas de Pijamas, também havia um torcedor vestido de presidiário.

Os alvos da manifestação foram mais uma vez o presidente Maurício Galiotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos. Os manifestantes estenderam uma faixa com os dizeres "Mattos Ladrão" e "Maurício Banana" em frente ao CT.

Com o ocorrido, a diretoria do Palmeiras reforçou a segurança na Academia de Futebol e chamou a Polícia Militar, que mandou três viaturas e quatro motos. Os manifestantes logo deixarem o local e os funcionários do clube retiraram as faixas.

Logo após o protesto, o ônibus com a delegação deixou o CT escoltado em direção ao aeroporto. Com receio de manifestações, o Palmeiras optou por utilizar um ônibus comum e não o personalizado com as cores e escudo do clube, como costuma fazer.

Nesta quinta-feira, o Palmeiras enfrenta o Fluminense no Maracanã, pela 35ª rodada do Brasileirão. O time alviverde tem 68 pontos e caiu para a terceira posição após a derrota para o Grêmio no último domingo.

 

MAIS SOBRE:

futebolPalmeirasAlexandre MattosMauricio Galiottetorcida
Comentários