PSG define preço para a saída de Neymar para o Real: R$ 1,6 bilhão

Em Madri já se sabe que o interesse de Neymar é recíproco, ele tem a intenção de retornar a Espanha

Relacionadas

Que o craque brasileiro é o principal alvo do Real Madrid para a próxima temporada todo mundo já sabe.  A equipe merengue insiste em iniciar a negociação, e apesar do Paris Saint Germain repetir de que não tem intenção em vender o jogador, o preço já foi definido para liberar Neymar: 400 milhões de euros (1,6 bilhão de reais).

Jornal: PSG procura técnico para Neymar aprovar e Tite é candidato

Revista elege os dez melhores goleiros do século 21

Lateral do Liverpool dá camisa de presente a uma criança - mas a de Firmino

De acordo com o jornal espanhol As, algumas semanas atrás os representantes do Real, o pai de Neymar e dois advogados se reuniram em Paris para discutir uma possível transferência. No encontro a equipe espanhola demonstrou interesse em contar com o atacante, discutiu questões técnicas como salário e luvas, além de deixar clara a intenção de pagar os 400 milhões de euros para convencer o PSG a liberar o brasileiro.

Em Madri já se sabe que o interesse de Neymar é recíproco, o jogador também tem a intenção de voltar a Espanha e se juntar ao Real de Cristiano Ronaldo. Depois da contratação de Gareth Bale em 2014 o clube passou a adotar uma estratégia mais modesta nas negociações, então o camisa 10 da seleção brasileira seria o responsável por dar inicio a uma nova era.

Em entrevista coletiva, Zidane falou do assunto. Apesar de afirmar que não comentaria de um jogador que não faz parte de seu elenco, o técnico demonstrou estranhamento quanto ao valor em questão e comparou com a sua contratação, em 2000.

"Não falarei de um jogador que não é meu, mas 400 milhões de euros? Bom, pagaram 220 milhões na janela de verão, é o que se sabe. Quando me contrataram eram 72 milhões de euros, ou algo assim, e para mim já me parecia uma loucura. Mas de 10 anos depois um jogador custa 220. Daqui uma década está em 400 milhões, ou até antes”, disse.

MAIS SOBRE:

futebol Real Madrid Club de Futbol Paris [França] Neymar Paris Saint-Germain Cristiano Ronaldo
Comentários