Real Salt Lake, time da MLS, demite técnico por ofensas homofóbicas

Mike Petke já havia sofrido suspensão e multa da organização da liga, entre outras punições

Relacionadas

O Real Salt Lake, time da MLS, demitiu o treinador Mike Petke por ter realizado ofensas homofóbicas, como apontou uma investigação realizada pela liga. A organização do torneio já o havia suspendido por duas semanas e o multado em 25 mil dólares (R$ 99.750).

Petke havia feito insultos homofóbicos à arbitragem após derrota do Real Salt Lake para o Tigres, do México, durante um jogo da Copa das Ligas. Além da punição em tempo e dinheiro, ele deveria ficar fora de três partidas da MLS, de três partidas da Copa da Liga e foi obrigado a passar por tratamentos psicológicos, bem como treinamento de sensibilidade e diversidade e a escrever um pedido de desculpas para a liga e para os árbitros.

Ele deveria voltar das duas semanas suspenso nesta segunda, mas o clube decidiu encerrar o contrato. “No Real Salt Lake, nós temos o privilégio de representar nossa comunidade e os fãs, em âmbito nacional e global”, disse a organização em coletiva de imprensa.

"Mantemos todos os nossos treinadores, jogadores, executivos e funcionários nos mais altos padrões de profissionalismo. Como organização, é vital que todos, especialmente nossa liderança, reflitam e incorporem nossos valores fundamentais e os valores de nossa comunidade, tratando todas as pessoas. com respeito, civilidade e profissionalismo. Além disso, ao longo de nossos 15 anos de história, defendemos a diversidade, aceitação e inclusão em toda a nossa organização, nos nossos estádios e na nossa comunidade. Esta é uma responsabilidade que levamos muito a sério”, afirmaram.

Segundo o dono do clube, Dell Loy Hansen, a decisão foi tomada após a discussão com membros da comunidade. Agora, o auxiliar técnico Freddy Juarez assume o comando da equipe até o final da temporada. O Real Salt Lake está em sexto na conferência oeste da MLS, dentro da zona de classificação para os playoffs.

MAIS SOBRE:

futebolMLS [Major League Soccer]homofobiaMike PetkeReal Salt Lake
Comentários