'Reizinho do Canindé', Dener ganha primeira biografia 22 anos após morte

'Depois de Pelé, só Dener. Em seguida, vem o Garrincha', diz Luciano Ubirajara Nassar, autor do livro

Relacionadas

Cerca de 22 anos após sua morte, o craque Dener tem a primeira biografia lançada. "Dener - Deus do Drible" foi escrito pelo filósofo, geógrafo e historiador Luciano Ubirajara Nassar, que foi centroavante na década de 1980 e conviveu com o ex-atacante da Portuguesa. 

"Dener nunca foi reconhecido como deveria. Agora está eternizado pela literatura e tenho certeza que virão outros livros sobre ele. Depois de Pelé, só Dener. Em seguida, vem o Garrincha", declarou o autor ao jornal O Estado de S. Paulo. "O que ele fez em três ou quatro anos foi genial. É difícil entender as razões desse esquecimento. Talvez o imediatismo da imprensa ou o sistema de mercado que produz sempre novos entretenimentos", completa. 

Também ao Estadão, Pepe, ex-atacante do Santos de Pelé e ex-treinador de Dener na Portuguesa, diz que o "Reizinho do Canindé" era melhor que Robinho e estaria no mesmo nível que Neymar. 

Os gols mais marcantes da curta carreira de Dener foram marcados diante da Inter de Limeira, no Canindé, e sobre o Santos. Em ambos os lances, o atacante deixou pelo menos três zagueiros para trás antes de tocar para as redes. Confira alguns dos melhores lances do jogador no vídeo a seguir.

MAIS SOBRE:

futeboldenerPortuguesa
Comentários