Relação de Neymar com o PSG é como 'relacionamento', diz jogador

Craque brasileiro também destaca que vai 'dar a sua vida' pelo clube

Relacionadas

"Estou aqui para dar minha vida pelo Paris Saint-Germain", declarou Neymar após marcar o gol da vitória do líder do Campeonato Francês sobre o Bordeaux, fora de casa, neste sábado. Além disso, o jogador afirmou que sua relação com o clube é como um "relacionamento amoroso".

Desde que voltou a jogar com a camisa do PSG, depois de se recuperar da lesão no tornozelo e do agitado verão europeu marcado por seu desejo de voltar ao Barcelona, Neymar participou de quatro partidas e seus três gols garantiram nove pontos ao clube da capital.

"Estou feliz de poder ajudar o Paris Saint Germain, de poder ajudar minha equipe. E feliz por estar marcando os gols, por conseguir os pontos. Espero que possa continuar assim", declarou Neymar na zona mista, depois que em sua reaparição diante do Strasbourg (no dia 14 de setembro), o brasileiro foi recebido com vaias pela torcida no Parque dos Príncipes.

"O PSG é minha equipe. Estou aqui para ajudar meu clube, seguir marcando gols", garantiu o jogador. "É como um relacionamento. Às vezes você briga com sua mulher e fica um tempinho sem falar com ela, mas depois, com muito amor, com muito carinho, tudo volta ao normal", brincou o craque.

Ver essa foto no Instagram

Toda honra e toda glória pra ti Deus Seguimos ... on fire

Uma publicação compartilhada por 3n310ta neymarjr (@neymarjr) em

Perguntado também sobre sua parceria com o astro francês Kylian Mbappé, que reapareceu neste sábado após um mês lesionado e que deu uma assistência a Neymar no único gol do jogo em Bordeaux, o brasileiro declarou: "É um dos melhores jogadores do mundo. Sua velocidade é extraordinária. A gente tem um 'feeling' muito bom, a gente se dá muito bem tanto dentro quanto fora do campo".

O PSG vai enfrentar na terça-feira o Galatasaray turco na segunda rodada da Liga dos Campeões, partida da qual Neymar não poderá participar, por cumprir suspensão./Com informações da agência AFP

 

MAIS SOBRE:

futebolNeymarParis Saint-Germain
Comentários