Relembre: Henzel se emociona ao narrar o gol que pôs a Chape na Libertadores

Sobrevivente do acidente aéreo morreu nesta terça vítima de um infarto

Relacionadas

Um triste acontecimento marcou a noite desta terça-feira: a morte de Rafael Henzel, jornalista sobrevivente do acidente com a Chapecoense em dezembro de 2016. O narrador esportivo de 45 anos estava jogando futebol com amigos em Chapecó quando teve um infarto e não resistiu.

A morte foi confirmada pela Rádio Oeste Capital, onde ele trabalhava, e lamentada por diversos clubes nas redes sociais. Logo depois do acidente, Henzel prometeu que voltaria a narrar os jogos da Chapecoense por toda a comunidade e 41 dias depois estava mesmo de volta.

Um ano depois do trágico desastre em Medellín, o narrador se emocionava com o gol que pôs o time catarinense na Libertadores. Henzel foi uma das seis vítimas que sobreviveram no acidente aéreo que causou a morte de 71 pessoas e foi às lágrimas com  o gol de Túlio de Melo, nos acréscimos da partida contra o Coritiba.

"O meu coração transborda de felicidade! Túlio! Túlio de Melo! Um ano depois, a Chapecoense chega ao gol da pré-Libertadores", começou o narrador, antes de embargar a voz e chorar. Ouça o momento abaixo.

Três dias antes do falecimento, o jornalista comentou uma promessa feita a outro sobrevivente do acidente: participaria da narração da primeira partida do zagueiro Neto. 

"Olha a alegria do Neto. Voltou a treinar com bola novamente na Chapecoense. Já fez três cirurgias, mas e daí. Guerreiro não foge da luta. E a promessa segue firme. Vou narrar seu primeiro jogo, nem que seja na China", escreveu. 

MAIS SOBRE:

futebolRafael HenzelTúlio de MeloChapecoenseLibertadores [Copa Libertadores da América]Medellín [Colômbia]acidente aéreo
Comentários