Repórter da Globo envolvido em polêmica em Santos diz que foi ameaçado de morte

Eric Faria diz que vem recebendo ameaças de morte pela internet

Relacionadas

O repórter da Rede Globo Eric Faria - envolvido em polêmica por conta do pênalti anulado pela arbitragem a favor do Santos no jogo contra o Flamengo na última quarta-feira - disse que vem recebendo ameaças de morte pela internet.

A arbitragem voltou atrás na marcação da penalidade, e a diretoria do Santos acusou o jornalista de supostamente ter repassado uma informação ao quarto árbitro, o que teria motivado a anulação. O Santos, inclusive, pede a anulação do jogo alegando interferência externa no trabalho da arbitragem, apesar de o juiz da partida, Leandro Vuaden, ter negado que isso tenha acontecido.

Em uma participação no programa "Redação SporTV", o jornalista comentou o assunto. "Gostaria de dizer que tudo isso é muito chato. Gostamos de vir aqui para falar de futebol. O futebol está virando uma coisa muita maluca que não gostamos ver. Estar aqui falando de uma acusação leviana, falsa que está me dando dor de cabeça em rede sociais", afirmou.

 

 

"Já recebi um monte de ameaça de morte, que se for na Vila vou sair de camburão do IML, tomar pedrada, paulada. Mais do que um repórter, tem um cidadão, um pai de família. Tenho um menino de 10 anos que me mandou um Whatsapp e perguntou se estava tudo bem neste rolo todo", contou Faria.

O jornalista reforçou que não há nenhuma imagem que comprove a acusação feita pelo Santos, e disse que estava perto de integrantes da comissão de arbitragem por causa do "aperto" na Vila Belmiro. Segundo ele, a própria reação do banco do Flamengo no lance, além da falta de convicção do juiz, teriam motivado a decisão de voltar atrás na penalidade.

O próprio árbitro já havia declarado a insegurança no lance. ''Quando eu marquei pênalti, não estava convicto. No jogo, achei que deveria pegar uma segunda opinião. Em outras ocasiões, não fiz isso e acabei errando. Houve um equívoco de minha parte para não buscar um ângulo mais efetivo da jogada. Quando eu chego no Flávio (o quarto juiz, que teria sido 'informado' pelo jornalista), ele disse que achava que o jogador não tinha sido tocado, então voltei e marquei escanteio", disse Vuaden.

O repórter garantiu que vai manter seu trabalho normalmente - no domingo, ele está escalado para a transmissão da TV Globo do jogo entre Corinthians e Flamengo, na capital paulista. 

MAIS SOBRE:

futebolSantos Futebol Clubefutebol
Comentários