Revolta de santistas no Pacaembu gera indignação de torcedores: 'vergonha'

Torcida do Santos entrou em confronto com a polícia durante a partida contra o Independiente

Relacionadas

O Santos não conseguiu sair do empate por 0 a 0 com o Independiente nesta terça-feira, no Pacaembu, e acabou sendo eliminado da Libertadores. O time iniciou a partida com o saldo negativo de três gols, já que recebeu uma punição da Conmebol pela escalação irregular do volante Carlos Sánchez.

Fora de campo, a atração do jogo foi a revolta dos torcedores. No fim do segundo tempo, os santistas entraram em confronto com a polícia, atiraram bombas, sinalizadores e quebraram cadeiras no setor laranja do estádio. Alguns até conseguiram invadir o gramado. 

Por não conseguir parar a confusão, o árbitro da partida encerrou o jogo aos 35 minutos do segundo tempo por falta de segurança. Nas redes sociais, os torcedores rivais não concordaram com a ação da torcida do Santos. "Lamentável o que fez a torcida do Santos", "se é que dá pra chamar esses vândalos de torcida", "torcida do Santos não tomou o remedinho da pressão e surtou no estádio", "vergonha", comentaram alguns internautas no Twitter.

O próprio clube usou as redes sociais para "pedir calma" aos torcedores. "Calma, nação santista! Entendo a revolta, mas uma situação dessa apenas prejudica o nosso clube e coloca em risco tantos torcedores e funcionários presentes no jogo", escreveu. 

Confira a repercussão:

A Conmebol se lixou para o Santos, fez lambança e atirou no clube e achou que não teria reação. O erro do Santos foi jogar esse jogo aí.

 

MAIS SOBRE:

FutebolPacaembu [estádio São Paulo]Libertadores [Copa Libertadores da América]ConmeboltorcidaSantos Futebol ClubeIndependientefutebol
Comentários