Revoltado, dirigente do Inter sugere campeonato só com times de Rio e São Paulo

Roberto Melo detona arbitragem após empate do time gaúcho com o Vasco; presidente do clube exige VAR no próximo Brasileirão

Relacionadas

Pela segunda rodada consecutiva, o Internacional se sentiu prejudicado por uma decisão de arbitragem no Brasileirão. A equipe sofreu o empate do Vasco no final da partida em um pênalti que teve muitas reclamações dos colorados. O vice-presidente do clube, Roberto de Melo, detonou o que considera como erros contra a equipe gaúcha.

"É uma vergonha o que está acontecendo, a gente passou hoje (sexta) ouvindo que o final do campeonato era amanhã (sábado), e realmente talvez seja. Sugeriria, inclusive, que amanhã, quem vencer o jogo (Palmeiras x Flamengo) entregue a taça, porque é uma vergonha o que tá acontecendo", reclamou o dirigente do Internacional.

O dirigente prosseguiu levantando suspeitas sobre o campeonato. "É muito difícil entrar no vestiário e dizer para meu técnico e meus jogadores que ainda dá. Tem muitas coisas estranhas acontecendo. Se é mais bacana, dá mais Ibope Palmeiras e Flamengo disputarem o campeonato, legal. É difícil um time de Porto Alegre, do Nordeste, ser campeão. Sugiro também que se faça um campeonato só com times do Rio e de São Paulo", emendou.

Melo também relembrou o Campeonato de 2005, quando o Inter foi prejudicado no confronto direto com o Corinthians. "Todos se sentem lesados. Todos se sentem quase que, nesse momento, incapazes de conquistar aquilo que a gente luta tanto. O Inter não pode mais… Em 2005 também teve. Não sei mais o que pode acontecer para evitar que a gente seja campeão ou dispute o campeonato até o final", recordou.

Na rodada anterior, contra o Santos, o Inter reclamou de um gol anulado por impedimento, alegando que o toque teria vindo de um defensor santista, o que anularia a ilegalidade.

O presidente do Inter, Marcelo Medeiros, se pronunciou na sequência criticando o adversário e defendendo a utilização da tecnologia no Brasileirão. "Esse fato suja a história do Vasco, a história deste estádio e violenta o futebol brasileiro. A reclamação não é só do Inter. Futebol brasileiro não pode mais viver sem VAR. É preferível que não se tenha esse monte de árbitro dentro de campo. O Inter vai liderar, sim. A partir de amanhã (sábado), vou procurar todos os presidentes dos 20 clubes da Série A para que assinemos um documento e se utilize o VAR nas últimas rodadas", afirmou.

A arbitragem, porém, teve mais polêmicas na noite. O Vasco reclamou de três pênaltis que não teriam sido marcados. Com o empate em 1 a 1, o Inter igualou o número de pontos do Flamengo e ficou a quatro do líder Palmeiras, mas os dois times se enfrentam na noite deste sábado.

MAIS SOBRE:

futebolInter [Sport Club Internacional]Campeonato Brasileiro de Futebol
Comentários