Riquelme: 'jogadores atuais preferem mostrar o cachorro a falar de futebol'

Em entrevista ao canal Fox Sports da Argentina, ídolo argentino criticou jogadores que usam as redes sociais para falarem apenas da vida pessoal

Relacionadas

O argentino Juan Román Riquelme, um dos maiores ídolos do Boca Juniors, causou polêmica na Argentina após comentar, nesta terça-feira, 6, que os jogadores de hoje em dia preferem mostrar aspectos de suas vidas pessoais do que falar de futebol. 

+ Time vence por 47 a 0 e placar polêmico gera discussão na Espanha

+ Riquelme critica Maradona: 'Quando fala, prefiro mudar de canal'

+ Tevez detona Riquelme: 'Gosta de diminuir os jogadores do Boca'

"Amávamos o futebol, não nos interessava muito o videogame, não tínhamos redes sociais, não queríamos mostrar que passeávamos com o cachorro", comentou, em entrevista ao canal Fox Sports da Argentina.  

"Agora me surprendo que colocam que vão descansar, que vão fazer um lanche, publicam uma foto com o cabeleiro antes da partida, na concentração, mas ninguém coloca nada de futebol", criticou Riquelme. 

Riquelme fez história no Boca Juniors principalmente por sua primeira passagem, de 1996 a 2002, quando conquistou duas Libertadores, um Mundial e três títulos argentinos. Foi transferido para o Barcelona, onde não fez sucesso, e logo depois para o Villarreal, equipe em que reencontrou o bom futebol e atuou por quatro temporadas. 

Em 2007, voltou ao Boca para conquistar mais uma Libertadores e dois títulos argentinos. Sua trajetória pelo clube se encerrou em 2014, quando transferiu-se para Argentinos Juniors, e ajudou o clube a subir para a primeira divisão. Pela seleção, atuou em 62 jogos, com 27 gols anotados. 

MAIS SOBRE:

Boca Juniors Argentina [América do Sul]
Comentários