Saindo de clube de strip-tease, ex-Arsenal 'causa' ao não pagar por cavalo

Ex-camisa 10 da Rússia, Andrei Arshavin se aposentou em novembro aos 37 anos

Relacionadas

O meia russo Andrei Arshavin já esteve nas manchetes dos principais jornais do mundo por ter atuado no Arsenal e Zenit, além de ter sido citado algumas vezes como interesse do Barcelona, Tottenham e Chelsea. Dessa vez, no entanto, o ex-jogador que se aposentou em novembro aos 37 anos chamou a atenção por outro motivo.

Conhecido pelo apelido de "mago" russo, o ex-meia ganhou ainda mais notoriedade ao eliminar a seleção holandesa e classificar a Rússia para as semifinais da Eurocopa de 2008. Após largar o mundo da bola e uma carreira de altos e baixos, que terminou em um time do Casaquistão, Arshavin protagonizou uma cena curiosa.

Morando em sua cidade natal, São Perersburgo, sua vida de ex-jogador de futebol já ganhou reportagens em diversos países: "seu primeiro escândalo no mais puro estilo estrela de rock com ingredientes de filme: boas doses de álcool, um clube de strip-tease, duas amigas, uma patrulha policial e um cavalo", descreve o espanhol Marca.

Depois de sair do local, Arshavin foi visto abraçando duas mulheres e ele estava com claras dificuldades em se manter de pé. Depois, o ex-atleta, que é divorciado desde 2017, decidiu tomar uma atitude no mínimo curiosa: subiu em um cavalo e desceu a rua acompanhado do dono do animal.

No entanto, a noite do russo não acabou por aí. O rapaz dono do cavalo não ficou contente por não ter recebido o pagamento de 35 euros pelo passeio e denunciou Arshavin aos policiais, que chegaram alguns momentos depois e conversaram com o ex-jogador. 

Testemunhas confirmaram ao diário russo KP.ru que o ex-meia tranquilizou a situação após a chegada da polícia. 

 

MAIS SOBRE:

futebolAndrei Arshavin
Comentários